Como procurar o alojamento mais barato ou gratuito

Vou-te indicar os meus sites e segredos preferidos para encontrar e reservar estadias.

Estadias de curta duração

Booking – Este é sem dúvida o maior site de reservas de alojamento. Uma das condições para os hoteleiros que têm alojamentos inscritos no site, é que não podem oferecer preços mais baratos noutros sites. Além de ser o site com a maior escolha de alojamentos do mundo, não corres o risco de vir a encontrar mais barato noutro sítio.

AirBnb – Adoro este site para reservar alojamento, principalmente em cidades caras ou com grupos de mais de 3 pessoas. Aqui não são tanto hotéis e empresas, mas maioritariamente pessoas comuns que disponibilizam casas e quartos que têm livres. Os pedidos estão sujeitos a aprovação. A minha característica preferida é que consegues pesquisar pelo mapa e preço ao mesmo tempo (para procurar os quartos mais baratos e mais centrais, poupando no tempo e no transporte). Ao te inscreveres neste link recebes 35€ em créditos de viagem, e podes receber mais se convidares amigos. Para veres como reservar no AirBnb, vê o nosso post.

Couchsurfing – Mais do que alojamento gratuito, o Couchsurfing baseia-se em conhecer pessoas novas, e conhecer uma cidade através das pessoas. Não é tanto apenas para passar a noite, mas baseia-se em criar ligações entre as pessoas. Como há tantos pedidos para alojamento nas grandes cidades, o teu perfil e as referências são importantes. Não tem custos, apenas se se quiseres ser um membro verificado, para aumentar as probabilidades de aceitarem os teus pedidos.

Camp in My Garden – Se gostas de acampar e tens possibilidade de viajar com material de campismo, este site é para ti. À semelhança do AirBnb, as pessoas disponibilizam o seu jardim ou espaço exterior. A estadia pode ser gratuita, mas a maior parte cobra uma média de 10€ a 15€ por pessoa/por noite, incluindo muitas vezes acesso a água quente, electricidade, WC’s, etc.

O que ter em conta ao reservar estadias low-cost:

  • Alimentação – Vê se o sítios onde vais ficar têm pequeno-almoço incluído ou cozinha self-service (como a maior parte dos hostels), o que vai diminuir muito os custos da tua viagem.
  • Distância e acessibilidade de transportes – Na descrição dos hotéis normalmente há indicações dos transportes que se podem apanhar. Por exemplo, em baixo do nome do hotel, na Booking, indica se fica perto do metro (e se passares com o rato por cima, indica qual a estação e os metros de distância em relação à estação).

Estadias de longa duração

Se vais fazer uma viagem longa com um orçamento curto, e estiveres disposto a trocar algumas horas de trabalho por alojamento grátis ou por um preço simbólico, consulta estes websites.

Worldpackers – Este site é recente mas está muito bem organizado. Consiste em trocar alojamento (normalmente no mínimo 2 semanas) por competências ou voluntariado.

Algumas das competências são: ensinar línguas, limpeza, recepção de hotel, trabalho social, fazer websites, fotografia, vídeo, música, marketing, cozinha, desporto, artes, etc.. Os alojamentos são verificados e cada sítio tem associado um valor para manutenção do site, que só se paga quando se a estadia for realizada. Muitos alojamentos oferecem também refeições, e acesso à lavandaria. Podes ver comentários de pessoas que estiveram lá.

Ao te inscreveres neste link podes ganhar 10 dólares em crédito, e também ao convidar amigos. Desta forma, podes fazer uma volta ao Mundo com alojamento grátis, através de uma plataforma que te dá segurança e a fazer algo que gostes.

Workaway – Este site consiste em trocar voluntariado por alojamento, e tem o custo anual de 29€ (inscrição individual) ou 38€ (inscrição de casal). Tem a vantagem de ter uma base de dados enorme de pessoas, famílias e empresas que gostariam de acolher um voluntário em troca de algumas horas de trabalho por semana. Podes consultar a base de dados à vontade, o custo da inscrição anual só se paga quando quiseres entrar em contacto com os anfitriões. Podes também ver comentários de pessoas que estiveram lá.

WWOF – Este é um dos sites mais clássicos, e propõe-te trabalhar em quintas em troca de alojamento e refeições. Tal como o site anterior, funciona com uma subscrição anual, mas paga-se um determinado valor para cada país de destino. Nos países da Europa ronda 10/15€ por ano, mas pode ir até aos 56€ dependendo do país. Se quiseres visitar vários países, tens a versão do site WWOOF Independents que inclui anfitriões de 80 países, por £15 de subscrição anual.

Comenta se tiveres mais sugestões ou dúvidas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s